Pasteurelose

A Pasteurelose, também conhecida como Cólera Aviária, é uma infecção bacteriana contagiosa. A doença pode variar de uma septicemia aguda (infecção do sangue) até infecções crônicas e localizadas. Aves domésticas, como as galinhas, e também as selvagens estão propensas a ter esta doença. Perus são mais suscetíveis do que frangos, galinhas mais velhas são mais propensas a ter a doença do que as jovens e algumas raças de galinhas são mais suscetíveis do que outras.

Pasteurelose

O que causa a pasteurelose?

A Colera Aviaria é causada pela bactéria Pasteurella multocida. Aves cronicamente infectadas são consideradas como uma das principais fontes de infecção e mesmo que se recuperem, ainda permanecem portadores. A transmissão se dá de ave para ave ou através de objetos e locais infectados.

Sintomas da pasteurelose

Os sinais clínicos variam muito, dependendo da fase que se encontra esta doença de galinhas. Nos casos mais graves o aumento da mortalidade geralmente será a primeira indicação. Aves afetadas apresentam um inchaço na face ou na barbela, corrimento no nariz, boca e olhos, dificuldades respiratórias e, em alguns casos, falta de coordenação motora. A face, crista e barbela pode tornar-se cianótico, ou seja, ficar com uma cor azulada. Outros sintomas incluem depressão, perda de apetite, dor, diarreia e penas eriçadas.

Tratamento da pasteurelose

A doença pode ser tratada com antibióticos e sulfonamidas. As vacinas estão disponíveis, mas dão resultados variáveis. Uma vacina com os antibióticos vivos e atenuados está sendo desenvolvida na Austrália. A “vacina viva” possivelmente dará resultados melhores do que as atuais, uma vez que se você parar de administrar os remédios a doença poderá retornar, necessitando de um tratamento a longo prazo ou medicação periódica.

Prevenindo a Pasteurelose

A doença é melhor controlada erradicando as galinhas contaminas. A prevenção é baseada em boas práticas de biossegurança, com bom saneamento e manejo, controle de roedores, mantendo pássaros com idades diferentes separados e uma limpeza completa do local de criação a cada ciclo. Esta bactéria é suscetível, ou seja, pode ser destruída com desinfetantes comuns, luz solar, calor e secagem.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 0 votos - Média: 0 estrelas

Saiba os segredos para criar aves!

Coloque seu melhor email para receber gratuitamente as melhores dicas e informações sobre o seu pássaro favorito!