Galinhas Caipiras ou de Granja?

A criação de galinha caipira ganha cada vez mais adeptos no Brasil. Isso porque essas aves, que são o resultado do cruzamento de diversas outras raças. Elas  são mais resistentes e menos propensas às doenças, facilitando seu manejo. Há muitos que defendem também que as galinhas caipiras tenham carne e ovos mais saborosos. Isso porque elas são mais rústicas e normalmente criadas soltas nos quintais. A galinha caipira recebe diferentes nomes nas regiões do Brasil. Em algumas partes do sudeste, são chamadas de “colonial”. No nordeste, costumam ser apelidadas de “capoeira”. Há ainda quem as chame de “galinhas de pé duro”.

Galinhas Caipiras ou de Granja Qual devo escolher para criar

Diferenças entre Galinhas Caipiras e de Granja

São comuns as comparações entre as galinhas caipiras e as galinhas de granja. Em criações comerciais as de granja estão muito mais presentes. As principais comparações são tanto em relação à produção de carne e ovos, quanto a qualidade do resultado final. Com isso falamos tanto do sabor quanto da textura dos ovos e da carne.

A galinha caipira é conhecida por ser mais resistente a doenças. Isso reduz os gastos com medicamentos e as perdas na produção, especialmente por serem normalmente criadas soltas em quintais e terreiros. Ela também requer, justamente por isso, menos cuidados. Curiosamente a criação das galinhas caipiras pode se tornar mais cara. Isso se deve ao maior tempo de recria e a quantidade menor de produção de ovos. Vale ressaltar que normalmente os produtos “caipiras” também serão vendidos a preços maiores.

Há vários motivos que justificam esse encarecimento. O primeiro é que o pintinho caipira tem o preço mais elevado do que de muitas espécies industriais. Mas o principal motivo de encarecimento da criação de galinha caipira, sobretudo nas granjas de corte, é o maior tempo necessário para o abate. A maioria dos frangos industriais leva cerca de quatro meses, já a espera no caso da criação de galinhas caipiras pode chegar a um ano.

Há quem acredite, contudo, que tanto a espera quanto os aumentos nos custos valem a pena, pois o resultado é uma carne mais firme, de sabor mais acentuado e apreciado pela maioria das pessoas.

Outra grande diferença das galinhas caipiras é que, por sua criação mais rústica, geralmente elas são livres dos hormônios e outros resquícios químicos, que podem ser comumente encontrados na carne da galinha de granja industrial. Assim, por serem consideradas mais saudáveis, são preferidas pelas pessoas que buscam um estilo de vida mais leve e natural. O resultado é que o quilo de carne da galinha caipira pode ser vendida por um valor bem maior do que o da galinha de granja, compensando a despesa extra na produção.

Cuidados ao criar Galinhas Caipiras

Há alguns cuidados que podem potencializar a criação das galinhas caipiras. Buscando sempre uma produção mais otimizada e com menos perdas. O primeiro cuidado é comprar galinhas de boa qualidade para iniciar a criação, buscando informar-se sobre a procedência dos animais. O ideal seria não comprar as suas primeiras galinhas diretamente de granjas de recria, ou seja, galinhas que seriam criadas para o abate, mas sim, buscar comprar matrizes de outro criador, e também contar com a assistência de um veterinário ou zootécnico para avaliar a saúde das aves.

Outro preparo especial para a criação das galinhas caipiras é ter um espaço maior para que elas possam caminhar e ciscar. Aliás, ciscar é uma atividade muito importante para as galinhas. O ideal é que o mínimo de espaço fornecido às galinhas durante o dia seja equivalente a um metro quadrado para cada quatro animais. Tal local deve ser protegido de predadores e outros perigos, deixando as galinhas seguras e mais tranquilas.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 0 votos - Média: 0 estrelas

Saiba os segredos para criar aves!

Coloque seu melhor email para receber gratuitamente as melhores dicas e informações sobre o seu pássaro favorito!