Guia Completo Sobre o Pato-Real

O pato-real possui o nome científico de Anas platyrhynchos e pertence a família Anatidae. Em inglês ele é conhecido como mallard duck. Considera-se que ele seja o antecessor direto de grande parte dos patos domesticados que temos atualmente. São aves bem sociáveis, sendo possível encontrar bandos de diversos tamanhos, inclusive com outras espécies.

Guia Completo Sobre o Pato-Real

Distribuição do pato-real

Ele pode ser encontrado em áreas temperadas e sub-tropicais da América do Norte, Europa e Ásia. É considerado uma ave migratória, portanto em determinadas épocas do ano também poderá ser encontrado na América Central e nas Caraíbas. Este pato foi introduzido pelo homem em diversos locais, tais como Austrália, Nova Zelândia e América do Sul, inclusive no Brasil.

O pato-real tem muita facilidade para se adaptar a diversas regiões e climas, podendo ser encontrados desde a tundra ártica até às regiões tropicais. Diversos habitats aquáticos, tanto de água doce quanto de água salgada, estão entre os seus preferidos. Uma de suas poucas preferências está relacionada com a profundidade o local, buscando aqueles que possuem vegetação aquática a até no máximo 1 metro de profundidade.

Características físicas do pato-real

A espécie possui um grande dimorfismo sexual. Os os machos possuem a cabeça de cor verde, com asas e barrigas acinzentadas. Já o peito é castanho escuro e ele possui um anel branco ao redor do pescoço. Já as fêmeas de pato-real possuem as penas em um tom castanho-amarronzado. Quando adultos podem chegar a medir cerca de 65 centímetros de comprimento e pesar aproximadamente de 1 quilo e 400 gramas.

Alimentação do pato-real

Tem costume de ficar nadando sobre a água, ou seja, não gostam muito de mergulhar. Eles são onívoros, comendo praticamente de tudo, com preferência por plantas aquáticas e pequenos animais, tais como invertebrados, peixes e anfíbios. Também já foram observados forrageando na terra em busca de plantas e sementes.

Predadores em potencial do pato-real

Especialmente os filhotes e os ovos são alvos relativamente fáceis para serem atacados por raposas-vermelhas, felinos, guaxinins, gambás, doninhas, outras espécies de aves e até mesmo animais domésticos como cães.

Reprodução do pato-real

A fêmeas de pato-real geralmente fazem a postura de até 12 ovos. Eles serão incubados durante mais ou menos 30 dias. Elas utilizarão de buracos ou farão os ninhos diretamente no chão. O macho costuma ficar por perto protegendo o ninho durante boa parte do período de choca. Porém irá embora quando os filhotes começarem a nascer, juntando-se a bandos de machos.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 1 votos - Média: 5 estrelas

Saiba os segredos para criar aves!

Coloque seu melhor email para receber gratuitamente as melhores dicas e informações sobre o seu pássaro favorito!