Home Agronegócio Como Montar um Pequeno Abatedouro de Frangos

Como Montar um Pequeno Abatedouro de Frangos

por Vinicius

Montar um pequeno abatedouro de frangos poderá ser uma boa saída para os pequenos produtores. Este é um negócio rentável e que trará mais lucros para a sua propriedade rural. Ao abater sua própria produção, você conseguirá agregar valor ao produto final, aumentando assim os lucros. A carne de frango é uma das favoritas do Brasileiro, sendo historicamente a mais consumida por diversos anos. Isso se deve, entre outros fatores, ao gosto da ave, que agrada ao mercado nacional e também ao seu preço, que é muito mais acessível do que a de outros animais.

Pequeno Abatedouro de Frangos

Outro ponto importante é que o frango é um alimento considerado saudável, já que sua carne é magra e tem uma alta concentração de proteínas. Vale ressaltar que o número de aves a serem abatidas tem grande influência no tipo de equipamento a ser usado e na dimensão das instalações do seu futuro abatedouro, então as informações abaixo deverão ser adaptadas a sua situação!

Primeiros passos de um abatedouro de frangos

O local ideal para instalar o abatedouro deverá ser no centro de um terreno, de preferência elevado a pelo menos 1 metro do nível da rua, e distante 5 metros de estradas ou locais onde carros e outros animais tenham costume de passar. Os equipamentos utilizados deverão ser preferencialmente de metais ou de plástico. Em hipótese alguma poderão ser de madeira ou alvenaria. Lembre-se de instalar os equipamentos fixos de modo que eles sejam facilmente higienizados, bem como de toda a área ao redor dele. Recomenda-se que a maioria dos equipamentos fique a 1,20 metros de distância da parede e a 30 cm do piso, exceção feita à trilhagem aérea, que poderá ficar a 30 cm da parede.

Pisos e paredes do abatedouro de frangos

O piso deverá ser construído com material impermeável, liso e antiderrapante. De preferência deve ser resistente a atritos e substâncias ácidas (que serão usadas na limpeza). Ele deve contar com um declive de até 3% em direção as canaletas de escoamento de águas. Um ponto que pode ser feito, caso vá construir o local, é deixar os cantos das paredes arredondados. Como regra geral as paredes devem ser lisas e impermeabilizadas, com no mínimo 2 metros de altura. As portas devem ser do tipo vai e vem, com ou sem cortinas de ar. As janelas devem ser de caixilho metálico, com telas a prova de insetos.

Instalações do abatedouro de frangos

O indicado é que as dependências do abatedouro tenham um pé direito de 4 metros. Caso o local seja climatizado e os equipamentos permitirem, você pode diminuir a altura para 3 metros. O local aonde as aves irão chegar deverá ser coberto, ficando abrigado dos ventos e da luz solar direta. Deverá ter um local apropriado, aonde será realizado a sangria dos animais. Este local também deverá ser, de preferência impermeabilizado, para facilitar a limpeza. Caso seja utilizado um túnel automático, para o transporte dos animais, este deverá demorar no mínimo 3 minutos para percorrer o espaço. Este tempo é necessário para a sangria total.

Escaldagem e depenagem dos frangos

A escaldagem e depenagem dos frangos também deverá ser feita em instalação própria, podendo ficar as duas no mesmo local. Preste atenção na ventilação do local, que deverá ser suficiente para retirar o vapor de água que ficará no ar, bem como demais impurezas. Geralmente em pequenos abatedouros de frango as aves são escaldadas colocando-as em tanques de material inoxidável com água quente. A depenagem poderá ser manual, caso tenham poucos frangos, ou então realizada com a ajuda de máquinas próprias, sendo indicado não deixas que as penas se acumulem.

Evisceração dos frangos

O próximo passo será a evisceração dos animais, que também deve ser feita em outro local. Este procedimento compreende desde o corte da pele do pescoço até os arremates finais, além de classificação e embalagem inicial. Antes de iniciar o processo a carcaça deverá ser totalmente lavada. Buscando retirar quaisquer resíduos que ainda permaneçam. Os pés e pescoços, se forem utilizados na alimentação humana, deverão ser resfriados imediatamente. Os miúdos deverão ser processados em local próprio. A carcaça deverá ser lavada novamente assim que o processo de evisceração acabar.

Resfriamento e embalagem dos frangos

Após esse procedimento a carcaça do frango irá para o pré resfriamento. Isso poderá ser feito colocando-o em um tanque com água fria, a cerca de 4ºC. A carcaça deverá ficar a no máximo 7ºC. Após isso restará fazer a classificação e embalagem dos frangos. Utilize mesas de superfície lisa e com as bordas elevadas. Todas os restos que não serão utilizados na alimentação humana, tais como penas, unhas, intestinos e afins, deverão ter uma atenção especial, sendo destinados corretamente.

Cuidados finais com os frangos abatidos

Tenha uma grande atenção com a apresentação da carcaça do frango. Aves mal depenadas, com ferimentos, ossos quebrados, cortes e arranhões são péssimos para o seu negócio. Elas irão atrair olhares mais atentos dos consumidores, que com certeza irão procurar por animais mais bem “tratados” durante o processo de abate.

Venda os frangos refrigerados ou congelados, colocando-os em embalagens próprias, como em sacolas plásticas. Uma dica interessante é fazer um adesivo com a sua marca e/ou nome da propriedade. Nele devem constar os dados obrigatórios, como a data do abate/validade. É muito importante que você saiba tudo sobre como montar um abatedouro, antes de decidir abrir!

Você também vai gostar

Usamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Se aceitar, basta que continue a navegar no site... Aceito! Saber +